Faça seu comentário





No dia 26/05/04

   Com o objetivo de melhorar o preço de compra de matérias primas procura-se interessados em formar grupo de empresas para aquisição de dióxido de titânio ou outra matéria prima de interesse comum com posterior rateio em cotas segundo respectivo aporte financeiro . Contato Sr. Roberto Said - Tel 0xx19 3854 5744 ou tintaelite@uol.com.br

|  Comente esta pergunta  |




No dia 26/05/04

   Os espessantes acrílicos, nas mais variadas composições não são ideais para estabilização das tintas na lata e provocam sinérise. Alguém tem alguma sugestão para resolver o problema. Contato Roberto Said. Tel. 0xx19 3854 5744 ou tintaelite@uol.com.br

|  Comente esta pergunta  |




No dia 26/05/04

   As várias nomenclaturas, das Atalpugitas, atrapalham seu uso correto nas tintas base aquosa ou solvente. Existiria uma maneira de tornar mais racional a escolha adequando cada tipo ao seu adequado uso. Interessado Roberto Said. Tel. 0xx19 3854 5744 ou tintaelite@uol.com.br

|  Comente esta pergunta  |





José Maurício

Empresa: Dino Tintas

"Alguém sabe onde posso encontrar TiO2 mais barato?"

|  Comente esta pergunta  |

*******

No dia 12/03/03
Jeferson Alves Feitoza da empresa J&F Consultores Associados
Respondeu:


Sr. Jose Mauricio, estamos trazendo Dioxido de Titanio da Inglaterra, por um preço bem acessível, produto de excelente qualidade, fácil dispersão, portanto bastante indicado para sistemas aquosos e solventes. Dispomos de qualquer quantidade que o Sr. venha necessitar, com ótimos prazos de pagamentos e preços diferenciados. Aguardo seu contato.

e-mail:jfeitoza@directnet.com.br



José Ricardo

Empresa: Atelier Paulista

"Gostaria de saber qual o procedimento adequado antes de se pintar uma parede. É certo lavar a parede com uma solução de água e bicarbonato, com uma vap? Há no mercado algum aditivo que colocado na tinta melhore seu rendimento e/ou desempenho?"

|  Comente esta pergunta  |

*******

QUIMILUX respondeu:

Prezado José Ricardo, sobre sua consulta podemos fazer o seguinte comentário:
Pela sua pergunta vamos admitir que se trate de uma repintura e você está certo em querer preparar bem a superfície a ser pintada antes de iniciar o trabalho.
A lavagem da parede geralmente é recomendada quando se quer remover bolor impregnado ou manchas de gordura.
A gordura pode ser removida com aplicação de detergente comum . Nos casos de bolor é recomendado lavagem com uma solução de água sanitária tipo " candida " na concentração de 20% ou seja um litro de água sanitária para cada 5 litros de solução a ser usada. A solução pode ser aplicada com uma " vap " mas deve-se tomar o cuidado de usar óculos de segurança e luvas de proteção pois a solução é corrosiva. Deve também ser protegido o ambiente ou as plantas que estiverem próximas da parede pois os respingos da solução podem danificar as plantas e manchar móveis e tecidos. Após a aplicação do produto tanto para remoção de gordura como para a remoção do bolor é recomendável lavar toda a parede com água limpa.
Caso a parede a ser repintada esteja em boas condições isto é sem cascas soltas e apresente uniformidade de superfície a repintura pode ser então iniciada.
Sobre a segunda parte da sua pergunta existem no mercado diversas tintas que em geral são classificados por categorias isto é : primeira , segunda ou terceira qualidade. Não conhecemos um produto específico que possa ser aditivado num produto de qualidade inferior para melhorar sua qualidade, embora isso teoricamente seja possível.
O que pode ser feito para aumentar o rendimento e o desempenho de uma tinta quer ela seja de primeira ou terceira qualidade é uniformizar a absorção do substrato. Uma parede com massa corrida , reboco ou massa fina possui uma alta absorção além de uma alta alcalinidade no caso do reboco ou massa fina. O uso de um selador pode promover a uniformização da absorção e aumentar o rendimento da tinta de acabamento. O uso de um selador pigmentado na coloração da tinta de acabamento pode também ajudar no rendimento da pintura pois pode reduzir o número de demãos de tinta necessárias para dar o serviço como concluído.
As tintas acrílicas de primeira qualidade são indicadas para exterior onde podem apresentar um bom desempenho por um período de cinco a dez anos ou mais.
O desempenho de uma tinta de interior pode ser medido pela facilidade de limpeza e remoção de manchas, inibição para o desenvolvimento de fungos e bolores em ambientes umidos como banheiros e cozinhas, sendo então a qualidade associadas ao preenchimento dessas propriedades. Nesse particular existe no mercado aditivos que podem ser adicionados às tintas para melhorar o seu desempenho anti-mofo.
Esperamos que tenhamos respondido na direção de seus objetivos e nos colocamos a disposição para o esclarecimento de mais algum ponto que seje de seu interesse.



Paula Regina

Empresa: Cia da Educação

"Gostaria de saber quanto tempo a tinta acrílica resiste a umidade."

|  Comente esta pergunta  |

*******

QUIMILUX respondeu:

Podemos dizer que para responder a sua pergunta precisamos fazer algumas observações:
Uma tinta é formada por pigmentos , ligante e solvente. Uma boa tinta acrílica ( assim denominada pois o ligante nesse caso é um polímero acrílico ) é aquela formulada com um alto teor de ligante acrílico. O ligante é a cola que une os pigmentos promovendo a adesão interpartículas e ao substrato, transformando-se, com a evaporação do solvente, na película responsável pela durabilidade e beleza da pintura. Uma pintura acrílica com elevado teor de polímero pode permanecer integra sob condições de intemperismo que envolvem umidade, chuva, sol de variada intensidade por mais de uma década e podemos citar um exemplo facilmente comprovado.
A pintura do Museu da Independência conhecido como Museu do Ipiranga foi realizada, no final da década de 80 e início dos anos 90, com um sistema todo acrílico. Antes de iniciada a pintura foram sanados todos os possíveis pontos de infiltração de água no edifício e corrigidas falhas na alvenaria. Sobre a parede de alvenaria foi aplicado um fundo impregnante acrílico base solvente em seguida foi aplicada massa acrílica e como acabamento tinta acrílica na cor ocre.
Passados aproximadamente 14 anos a integridade da pintura está excelente e podemos dizer que continua como um cartão postal. Com o que expusemos quisemos dizer que a tinta se constituiu num dos componentes do sistema e seu bom desempenho deveu-se tanto a méritos próprios como do sistema de preparação do substrato.
Não é difícil portanto imaginar o que pode acontecer com uma tinta quando a quantidade de ligante utilizado for baixa: A ligação entre as partículas se torna mais fraca assim como a adesão da tinta ao substrato. A película de tão fraca não mais será coesa o suficiente para resistir aos ataques do exterior na forma de umidade , maresia, irradiação solar e chuva por tanto tempo e a tinta se deteriorará mais rapidamente . Caso a umidade a que se refere a pergunta for do tipo permanente, por exemplo, paredes submersas em espelhos d’água, infiltrações permanentes do sub-solo, por exemplo, até uma boa tinta acrílica não oferecerá resistência necessária para uma boa proteção e será preciso empregar outros sistemas de pintura como por exemplo os sistemas epoxídicos , poliuretânicos ou sistemas siliconizados para garantir proteção adequada.



Tales Luis da Silva Mello

Empresa: Tintas 3 de Maio

"Sou colorista, pintor automotivo, estou cursando o 3º ano de quimica na faculdades Oswaldo Cruz em São Paulo, trabalho em um distribuidor da RENNER DUPONT, estou fazendo o meu trabalho de conclusão de curso, com o tema tinta automotiva, e estou encontrando dificuldades para encontrar bibliografia neste sentido."

|  Comente esta pergunta  |

*******

QUIMILUX respondeu:

Prezado Tales, a Abrafati é a editora de um livro que pode lhe ajudar no trabalho que você está desenvolvendo. Trata-se do livro: Tintas & Vernizes, Ciência % Tecnologia coordenado pelo químico Jorge M. R. Fazenda, segunda edição. Os capítulos 19 Pintura Automotiva e 20 Repintura Automotiva ambos no segundo volume da obra contém muito material para o seu trabalho. Além disso você pode escrever para a Abrafati na página eletrônica www.abrafati.com e conseguir maiores informações sobre bibliotecas que possuam a obra em referência ou mesmo revistas especializados sobre temas de pintura em geral e pintura automotiva em particular. A biblioteca da escola Senai 'Mário Amato' em São Bernardo também pode ser consultada sobre a existência de bibliografia de seu interesse tel: 4109-9499 Desejo-lhe sucesso em sua tarefa.
Aparício

Rosemir Lima

Empresa: -

"prezados senhores, tenho intenção de formar um centro de profinalização no ramo da construção civil, e o primeiro curso seria o de pintor(obras, esquadria, metal) e futuramente o automotivo(apesar sair do ramo da construção mas parece uma profissão em potencial), como conseguir doação de material didatico e gostaria de saber a opção sobre o empreendimento."

|  Comente esta pergunta  |

*******

QUIMILUX respondeu:

Prezado Rosemir, sobre sua intenção de conseguir material para curso de profissionalização precisaríamos de mais detalhes sobre sua necessidade mas mesmo assim podemos fazer alguns comentários: Em geral cursos de divulgação e capacitação, segundo nosso conhecimento, são hoje em dia ministrados pelos departamentos de venda e marketing das empresas envolvidas. Por exemplo empresas que fabricam tintas e revestimentos arquitetônicos e automotivos tem uma programação anual de apresentação e capacitação de terceiros para conhecimento e aplicação de seus produtos. Assim também acontece com empresa do ramos da construção civil. Paralelamente sabemos também da existência de cursos profissionalizantes de pintura e revestimentos em instituições como o SENAI, por exemplo. Os cursos das empresas de tintas e revestimentos em geral são ministrados nas dependências da própria empresa com convite dirigido a pessoal de postos de revenda ou interessados em geral mas também existe uma programação nos próprios centros de revenda dirigido ao público do 'faça você mesmo' ou a profissionais que desejem ser capacitados . O curso em sí é baseado em palestras e aplicação prática de produtos apoiado em material didático impresso, catálogos e filmes produzidos pela própria empresa que aproveita esse canal, para capacitar a audiência, promover seus produtos, orientar sobre os melhores esquemas de pintura e técnicas de aplicação e auxiliar na solução de problemas. Creio que um curso de capacitação independente deveria possuir seu próprio material didático e espaço físico ou então trabalhar apoiado em material de terceiros desenvolvendo uma parceria com a empresa fabricante. Em qualquer um desses casos o interessado deverá possuir grande domínio, didática e experiência na área a fim de transmitir os conhecimentos necessários à capacitação profissional. Caso tenha ou necessite de algum comentário adicional não hesite em entrar novamente em contato conosco. SDS Aparício



Dificuldade em visualizar o site? Clique Aqui